Seguidores

domingo, 21 de fevereiro de 2010

NOITE FRIA (Divulgando mais uma vez a minha Poesia, neste 2010)...



Nesta linda noite fria
De inverno que se cria
Sinto Minhas mãos frias
Ao pegar uma caneta que cria
Lindos Versos em forma de Poesia;
Ponho minha mente em ação
Para ver se acho uma razão
De escrever algo que fale
Lá dentro do coração
Sinto meu rosto mais frio
Ao entrar desta noite cor de anil
E continuo escrevendo sem sentir calafrio
Onde fico pensando se alguém já se descobriu;
Também começo a pensar se alguém ja sorriu
Em ver que em outro ser
Que não tinha nem o que escrever
Pensou e agiu, tão logo que se descobriu;
"E hoje apenas independentemente do frio
que tudo aconteceu, pelo simples passar deslizante
da caneta nesta folha de papel pode criar linda Poesia".

4 comentários:

  1. Olá
    É a primeira vez que visito seu blog. Gostei muito de seus poemas. Parabéns. Voltarei
    Um grande abraço

    ResponderExcluir
  2. Wanderley Elian Lima você disse que gostou e eu lhe digo que gostei mais ainda por ver um grande comentário ...

    ResponderExcluir
  3. Olá Charles! Peço licença, para fazer uso da uma mensagem de Dalai Lama "Decore o seu poema preferido". Dou “voto 1.000...” para este seu Poema e, tão importante quanto para as entrelinhas que há nele. Ele realmente merece ser decorado, votado e, usado para refletirmos. Abraçosssssss

    ResponderExcluir
  4. Indy, Laila e voinha você disse palavras aqui escritas que me sensibilizaram bastante ao ponto de me deixarem muito Feliz,portanto lhe agradeço muito valeu!!!!!

    ResponderExcluir

Sua presença já é Um Prêmio: